20
Mar 08

                                                         

Sinopse: Expiação, adaptado do romance homónimo de Ian McEwan, relata-nos como um capricho de uma cruel e infantil vingança pessoal de Briony (Saoirse Ronan) pode destruir irreversivelmente a vida de várias pessoas, e tudo isto despoletado por uma mentira. Robbie (James McAvoy) alvo da paixão de Briony e, esta ao constatar que não era correspondida, sendo preterida para a irmã Cecilia Tallis (Keira Knightley), à primeira oportunidade decide vingar-se, acusando Robbie da violação de uma prima, dando-se como testemunha ocular. Como consequência, Robbie é preso e, consequentemente, destacado para servir como soldado em França durante a Segunda Guerra Mundial, deixando Cecília completamente destroçada.

 

Crítica: O filme começa por nos mostrar a beleza do amor e sedução que facilmente se transformam na perigosa visão de Briony Tallis, que graças ao seu fascínio pré-adolescente pelo desejo sexual estar constantemente na sua mente, levam-na a fantasiar com Robbie Turner, o filho da governanta da família. Só que Robbie está apaixonada pela irmã de Briony, Cecília e esta corresponde a esta paixão. Levada pelo ciúme acusa injustamente Robbie, destruindo a vida deste e da sua irmã. A partir daqui o filme é uma espiral de acontecimentos, de encontros e desencontros, entre Robbie e Cecília, com Briony a surgir no meio, ficando sempre na dúvida se de facto eles ficarão juntos ou não. E, embora a ideia seja boa, o filme perde muito da sua energia nesta fase, causando algum aborrecimento nos espectadores.

No final do filme, somos confrontados com o olhar penetrante de Briony Tallis (interpretada na velhice por Vanessa Redgrave), mas desta vez numa tentativa de se desculpabilizar perante o mundo do seu crime e tentar dar a Cecília e a Robbie a felicidade que lhes tirou.

Como já foi referido anteriormente, Atonement é um filme forte e intenso, graças ao argumento cheio de encruzilhadas e pontos de viragem no destino de duas pessoas. No entanto, o filme acaba por ser vitima deste enredo, tornando-se demasiado longo e cansativo na tentativa de manter o espectador preso à história. Cedo se percebe qual será o destino das personagens, o que de facto faz perder muito do seu fulgor inicial. No entanto, o final do filme, e principalmente o confronto de Briony, agora idosa, com o seu erro e a forma como tenta “corrigir” acaba por ser um dos melhores momentos do mesmo.

De destacar deste filme são sem duvidas o trabalho das equipas responsáveis pela fotografia, captando pormenores sublimes, transpondo para a tela a importância destes mesmos pormenores. O trabalho de reconstituição histórica também merece ser mencionado, visto que a reprodução da Inglaterra dos anos 30-40 foi muito bem feito, tanto a nível da cidade, do country side tão tipicamente Britânico, bem como ao nível do guarda-roupa e acessórios.

 

publicado por AS às 11:53

Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
14

16
18
19
21

24
25

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
mais sobre mim

AS

FV