26
Ago 08

 

Há 20 anos atrás, Lisboa vivia o drama do incêndio no Chiado, e ainda esse trágico momento estava demasiado presente nas nossas vidas quando nos deparamos com outro: um acidente, a caminho de Leiria para um espectáculo, tirou a vida a Carlos Paião, um dos maiores escritores de canções da sua geração e da segunda metade do século XX.

Carlos Paião desapareceu num trágico acidente de viação, aos 31 anos, ironicamente esmagado pela aparelhagem e pelas colunas de som que transportava no carro. Não me vou alongar mais acerca da sua morte, até porque esta sempre esteve demasiado envolta em polémica, mas sim vou tentar prestar homenagem a este grande senhor que desapareceu demasiado cedo.  

No dia em que Carlos Paião morreu, Amália Rodrigues, para quem ele tinha escrito seis anos antes “O Senhor Extra Terrestre” declarou à agência Lusa: Ele era uma pessoa cheia de talento e de vida. Curiosamente, essa é uma das memórias mais fortes que tenho dele, embora nessa altura tivesse apenas 7 anos. Recordo o Carlos como alguém sempre sorridente, bem-disposto, já para não falar do seu talento, pois na altura era algo que não conseguia avaliar. Mas os anos foram passando, e as diversas homenagens que lhe foram sendo prestadas fizeram-me gostar cada vez mais do seu trabalho. E hoje, aquilo que de facto interessa falar e, principalmente recordar é esse seu talento e alegria de viver que se tornava contagiante. Se hoje fosse vivo, teria 51 anos, e citando as palavras de Tozé Brito: Foi na escrita que ele foi totalmente inovador. Se hoje fosse vivo não tenho dúvida de que seria um dos compositores mais requisitados. Seria brilhante. E de facto, não poderia estar mais de acordo com esta declaração, pois acho que, pelo pouco que mostrou, Paião seria hoje um Sérgio Godinho ou até mesmo um Carlos Tê, e talentos destes nunca são demais. Este infelizmente deixou-nos demasiado cedo!

publicado por AS às 18:43

Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15

17
18
19
20
22

24
25
27
28
29

31


pesquisar
 
mais sobre mim

AS

FV