21
Set 06

   

    Seattle é a maior cidade na região Nordeste do Pacífico, dos Estados Unidos. Localizada no estado de Washington, foi fundada em 1850. É conhecida como Cidade Esmeralda ou também Rain City, Queen City e Jet City.
    O Grunge é um género musical com raízes na música independente, sendo considerado uma ramificação do hardcore/punk, thrash metal, hard rock e rock alternativo, caracterizando-se por guitarras que destilam riffs com muita distorção, sons fortes de bateria e letras melancólicas pejadas de angústia e revolta. Numa altura em que não existiam telemóveis e a Internet ainda dava os seus primeiros passos, a juventude envergava camisas de flanela aos quadrados, calças de ganga descoloradas rasgadas nos joelhos, cabelo grande e despenteado, numa atitude de depressão contagiante…Esta era a sua imagem de marca.
    Seattle é considerada como a “casa” do Grunge, de onde saíram bandas como Pearl Jam, Soundgarden, Green River, Alice in Chains, Mudhoney e Mother Love Bone, no início dos anos 90. Já após a era-grunge e com a morte de Kurt Cobain (cujos Nirvana eram oriundos de Aberdeen, perto de Seattle…), surgiram outras bandas rock bem conhecidas como os Foo Fighters, Modest Mouse e Death Cab for Cutie.
    A primeira grande explosão do Grunge de Seattle deu-se em 1984, com os Soundgarden, de Chris Cornell (actualmente nos Audioslave), Hiro Yamamoto e Kim Thayil e Scott Sundquist. Em 1986, Sundquist deixa a banda sendo substituído por Matt Cameron (actualmente nos Pearl Jam). Em 1988, lançaram o seu primeiro álbum Ultramega OK, que lhes valeu um Grammy em 1990. Louder than Love, de 1989 é o seu primeiro álbum para uma grande editora. É em 1991 que lançam Badmotorfinger, álbum que embora tenha tido sucesso viveu na sombra de Nevermind, álbum de estreia dos Nirvana. Em 1994, lançam Superunknown, o seu álbum de maior sucesso, muito por culpa de “Black Hole Sun”, e que lhes permitiu receber 2 Grammys. O último álbum da banda foi lançado em 1996 e dava pelo nome de Down on the Upside.
    Em 1987, Layne Staley conheceu o guitarrista e compositor Jerry Cantrell e convidou-o para a sua banda à qual se juntou o baixista e amigo de Cantrell, Mike Starr. A eles juntou-se o namorado da irmã de Starr, Sean Kinney para baterista e estavam assim formados os Alice in Chains. Em 1990 lançam o seu primeiro álbum Facelift, que causou enorme impacto devido ao hit “Man in the Box”. Em 1992, lançam o segundo álbum, Dirt, que mostra o som pesado, dirigido pelas guitarras que a banda apresentava. Devido às suas letras melancólicas, este álbum levou à especulação de que Staley estava viciado em heroína. Em Janeiro de 1994, a banda surpreende toda a gente com Jar of Flies, um registo com arranjos mais acústicos que, tendo tido todas as músicas deste álbum, lançado como EP, escritas e gravadas numa semana, foi no entanto considerado uma obra-prima. Em Novembro de 1995, a banda regressa com o álbum Alice in Chains, um regresso à sonoridade de Dirt e Facelift. Este seria assim o último álbum oficial dos Alice in Chains. Em 1996, após o concerto MTV Unplugged posteriormente editado em Cd , dão a 3 de Julho, em Kansas City, o último concerto com Staley como vocalista. Em 2002, Layne Staley é encontrado morto em sua casa, com uma overdose de heroína e cocaína. A data aproximada da sua morte foi a mesma de Kurt Cobain, 5 de Abril.
    Em 1989, os ex-Green River Jeff Ament, Stone Gossard e Bruce Fairweather juntaram-se com o vocalista Andrew Wood, que tristemente morreu de overdose em 1990, para formarem os Mother Love Bone. É com a morte de Andrew Wood, um dia após o lançamento do seu único álbum, Apple, que terminam os Mother Love Bone. É também devido à sua morte que surge a banda-tributo Temple of the Dog que teve o condão de unir Jeff Ament e Stone Gossard a Chris Cornell e Matt Cameron, dando ainda a conhecer Eddie Vedder. O álbum foi lançado em 1991.
    É das cinzas dos Mother Love Bone que nascem os Pearl Jam. Em 1990, convidam o estreante Mike McCready e, juntamente com Matt Cameron dos Soundgarden gravam algumas demos, convidando Eddie Vedder, um surfista de San Diego para vocalista. Dave Krusen junta-se como baterista e a banda está completa. Inicialmente conhecidos como Mookie Blaylock em honra de um basquetebolista famoso, depressa mudam o nome para Pearl Jam, que seria uma referência a uma receita alucinogénica da avó de Eddie. Em 1991, lançam o primeiro álbum, o grande sucesso Ten, que deve o nome ao número da camisola de Mookie Blaylock, e que lhes concede dois MTV Vídeo Music Awards por “Jeremy”. Este sim conseguiu destronar o sucesso que foi Nevermind, dos Nirvana. Em Outubro de 1993 lançam o segundo álbum, Vs. que bateu o recorde de vendas na primeira semana. Um ano depois, no final de 1994 lançam Vitalogy em vinil e CD. O CD bateria recordes por ser o segundo mais vendido na primeira semana. Em 1996 lançam o seu último álbum a atingir o #1 da tabela de vendas na primeira semana, No Code. A tour de 2000, para promover o seu álbum Binaural, acaba tragicamente, com a morte de 9 pessoas por esmagamento, na Dinamarca, chegando a banda a pensar em terminar aqui o seu trabalho. Em 2002 morre Layne Staley dos Alice in Chains, merecendo este uma música em sua memória, incluída como hiddentrack no álbum de b-sides, Lost Dogs editado em 2003. Antes, em 2002, iniciam a participação de Boom Gaspar na banda, no álbum do mesmo ano, Riot Act. Já este ano, 2006, editam o seu 8º álbum, este homónimo.
    Mas foi em 1991, e muito graças ao “fenómeno” Nirvana, que o grunge se tornou conhecido para todo o mundo. A infância e adolescência problemáticas e a forma depressiva que Kurt Cobain tinha de estar na vida pareciam contagiantes, como se todos os jovens passassem pelos mesmos problemas, criando uma empatia e uma identificação com este “estado depressivo” nunca antes visto. Prova disso foi, quando no dia 8 de Abril de 1994, é anunciado o suicídio de Cobain, todo o mundo parecia ter parado, incrédulo, estupefacto, como se tivesse acabado de perder alguém tão importante como um pai, um deus, aquela pessoa que parecia compreender cada um de nós e os nossos problemas e sentimentos mais profundos, que tanto queríamos ocultar dos outros. No entanto, algo tão triste, conseguia ser um acto de libertação tão esperado!
    As mortes de Kurt Cobain, em 1994, e Layne Staley, em 2002, cumprindo estes demasiado à risca o “lema” do grunge - Sexo, drogas e Rock N’ Roll, e com o fim dos Soundgarden e dos Alice in Chains e consequente ultimo álbum, bem como o lançamento do ultimo álbum dos Pearl Jam a chegar a #1 – No Code – em 1996 deu-se a morte do grunge, sobrevivendo ainda nos Pearl Jam, nos projectos de Chris Cornell e em bandas pós-grunge de Seattle, como os Foo Fighters que nascem das cinzas dos Nirvana – são criados por Dave Grohl, baterista da banda de Kurt Cobain.

by Alexandra & Filipe

publicado por FV às 21:15

Setembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
14
15
16

17
18
19
20
22

24
25
26
27
28
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
pesquisar
 
mais sobre mim

AS

FV