11
Mai 07

Sinopse: 300 é baseado na Graphic Novel de Frank Miller (Sin City) e Lynn Varley, e é um relato bárbaro da batalha de Termópilas, na qual o Rei Leónidas (Gerard Butler) e 300 espartanos lutaram ate à morte contra Xerxes (Rodrigo Santoro) e o seu gigantesco exército persa.
Perante uma vantagem insuperável, o seu valor e sacrifício serviram de inspiração a toda a Grécia a unir-se conta o inimigo persa, acabando por estabelecer as bases da democracia.
Apesar de ser inspirado numa Graphic Novel, como já foi referido, 300 é uma aventura épica sobre paixão, coragem, liberdade e sacrifício, qualidades personificadas pelos guerreiros espartanos, que combateram numa das maiores batalhas da História.
 
Crítica: O filme 300 antecipou desde cedo grande expectativa, maioritariamente por duas razões: afirmou-se como um Blockbuster desde o início (o que é sempre positivo para o marketing e divulgação), e surgiu com a herança de Sin City e apresenta-se com o mesmo conceito: imagens claramente baseadas na visão de Miller, e fidelidade com o espírito original da história. Outra coisa que poderia ter sido determinante para o desenrolar do filme é o cada vez mais usado recurso aos efeitos especiais, que em muitos casos, acabam por cair no exagero, sobrepondo-se ao desempenho dos actores e até mesmo à própria história que é contada. Mas em 300 isto não acontece. Zack Snyder mostra-se um autêntico génio no equilíbrio de dois mundos que neste caso dependem vitalmente um do outro. 300 consegue ultrapassar a simples adaptação da BD de Frank Miller, tornando-se, provavelmente, na melhor adaptação cinematográfica duma BD até à data.
Tecnicamente não consegue ter rivais, estando à altura dum Braveheart ou dum Senhor dos Anéis. Tudo neste filme é épico e todos os detalhes, por mais minúsculos que sejam, são tratados ao pormenor. O som é grandioso, soberbo, e a fotografia e toda a parte visual e gráfica do filme são de cortar a respiração.
No que às interpretações e desempenho dos actores diz respeito é impossível falar de 300 sem destacar a excelente prestação de Gerard Butler, que consegue levar o filme às costas, todo o filme brilha com ele, e o restante elenco parece que “apenas” o consegue acompanhar.
Outro aspecto a salientar é que 300 é riquíssimo em quotes, tornando-se um filme recheado de humor, algo que muitos não estariam à espera.
publicado por AS às 11:00

Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

13
15

20
23

27
28
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
mais sobre mim

AS

FV